Sarvangasana – postura da vela

Todo iniciante em Yoga tem ansiedade em poder fazer a sarvangasana. Todas as posturas de inversão parecem como um desafio a ser cumprido no desenvolvimento de um bom yogue.

Entretanto, ela é uma asana dentro do nível intermediário, então é necessário um pouco de prática e experiência antes de realiza-la. Os benefícios que ela traz ou corpo e a mente são tamanhos, por isso se estimula a ficar nesta postura durante alguns minutos.

Também conhecida como a postura da vela, suas principais funções é agir em favor do rejuvenescimento do corpo e de acalmar a mente. Por isso, ela é incentivada para que seja feita sempre ao final das aulas, no fim das sequencias de posturas. Ela prepara para a postura do cadáver e para a meditação. O desenvolvimento mental e espiritual são os principais objetivos, mas pensa-la de maneira fisiológica faz parte do todo que ela pode proporcionar.

O interessante das asanas de inversões é que por estar com a cabeça para baixo é possível ter outro aspecto sobre o mundo e a vida. Como se acontecesse uma mudança de olhar sobre os acontecimentos e também sobre o psicológico. Terapeuticamente age para que se tenha mais tolerância, reações racionais e aceitando com maior amadurecimento as mudanças, adaptando-se.

Como fazer a posição da vela

Ela começa em se deitar de costas no chão, estender as pernas para cima e ficar em um ângulo de 90°. Aos poucos, ir levando as pernas em direção acima da cabeça. Para isso, levante os quadris e use as mãos nas costas para ajudar. Nesta hora, trabalhe com os músculos do abdômen no sentido de criar uma linha vertical com o tronco, quadris e pernas, que estarão no alto. Depois, coloque as mãos no meio das costas para ter melhor apoio. Entretanto, tenha atenção para que os cotovelos fiquem paralelos.

Quanto mais tempo conseguir permanecer na postura, melhor. O aconselhável é que esteja pelo mínimo de cinco minutos. Ao final deste tempo, refaça, de maneira lenta, os movimentos em sentido descendente. Para finalizar, quando estiver deitado no chão, puxe as pernas para cima do abdômen. As abrace e descanse.

1º Passo

Deite-se no chão, de costas e estenda as pernas para cima;

2º Passo

Aos poucos, vai levando as pernas em direção acima da cabeça. Levante os quadris e use as mãos nas costas para ajudar;

3º Passo

Trabalhe com os músculos do abdômen no sentido de criar uma linha vertical com o tronco, quadris e pernas, que estão no alto.

4º Passo

Coloque as mãos no meio das costas para ter melhor apoio. Tenha atenção porque os cotovelos devem estar paralelos

5º Passo

O quanto mais tempo conseguir permanecer na postura, melhor. O aconselhável é que esteja pelo mínimo de cinco minutos.

6º Passo

Após, refaça de maneira lenta, os movimentos em sentido descendente.

7º Passo

Quando estiver deitado no chão, puxe as pernas para cima do abdômen. As abrace e descanse.

Benefícios de se praticar a postura da vela

Quando falamos dos benefícios que a postura da vela pode trazer para o praticante do Yoga, dizemos sobre rejuvenescimento do corpo e sobre acalmar a mente. Comumente, nas aulas de Yoga ou nos textos sobre que trata do assunto, ela é incentivada para que seja feita sempre ao final das aulas, no fim das sequências de posturas. Isso porque ela prepara para a postura do cadáver e para a meditação.

O desenvolvimento mental e espiritual são os seus principais objetivos, mas pensá-la de maneira fisiológica faz parte do tudo que ela pode proporcionar. Todas as asanas invertidas trazem grandes benefícios ao corpo e à mente, principalmente por causa da circulação sanguínea. A postura da vela traz conhecimento do corpo e de si, além de diversos outros benefícios.

Como falado anteriormente, todas as asanas invertidas trazem grandes benefícios ao corpo e a mente, principalmente por causa da circulação sanguínea. Conheça outras vantagens:

  • Colabora com a digestão, porque trabalha no estímulo dos órgãos internos;
  • Por trabalhar intensamente com os ombros, ela libera a tensão da parte superior das costas, ombros e pescoço;
  • Trabalha estimulando a glândula tireoide, a próstata e os órgãos abdominais;
  • Realiza a tonificação das pernas e nádegas;
  • Para mulheres em estágio de menopausa, ela ajuda a aliviar os sintomas;
  • Combinada com a respiração eficiente, reduz a asma e a sinusite;
  • Mantém o cérebro mais irrigado, melhorando sua função;
  • Relaxa as pernas cansadas;
  • Age acalmando o sistema nervoso e reduzindo casos de ansiedade, irritabilidade e insônia.
  • Mantém o cérebro mais irrigado, melhorando sua função;
  • Relaxar as pernas cansadas;
  • Age acalmando o sistema nervoso e reduzindo casos de ansiedade, irritabilidade e insônia;

Contraindicações do asana

A sarvangasana é uma postura complexa, portanto a sua realização deve ser cercada de cuidados, além de que nem todas as pessoas estão aptas para fazê-la. Conheça os grupos para os quais ela não é aconselhada:

  • Pessoas que apresentam pressão alta, seja hipertenção ou glaucoma;
  • Aqueles que têm diagnosticado lesões importantes no pescoço, ombros e coluna, ou que sofreram fraturas recentemente;
  • Problemas de insuficiência cardíaca e hemorragias;
  • Em momentos pontuais, casos de diarreia, dor de cabeça e menstruação;
  • Mulheres grávidas devem evitar;
  • Pessoas que apresentam quadro de obesidade extrema.

Se você gostou, não esqueça de avaliar

Avaliação: 5/5 (2 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário

Otros artículos

Vriksasana – Postura da Árvore

A Postura da Árvore é uma das mais tradicionais na yoga. Baseia-se em princípios simples, é relativamente fácil de fazer e proporciona inúmeros benefícios para o corpo e a mente.

Shavasana – postura do cadáver

Pode parecer simples, mas a shavasana é uma das posturas mais poderosas do Yoga. Uma prática executada sempre aos finais dos exercícios, ela permite que se relaxe todo o corpo e a mente.